Nicole Pircio, atleta olímpica visita Piracicaba, sua terra natal

janeiro 13, 2022 - 10:28 - 66 vizualizações

 

Um dos talentos de Piracicaba visitou na segunda-feira sua terra natal. Nicole Pircio se apaixonou pela ginástica quando começou a participar do PDB (Programa Desporto de Base). "O projeto em Piracicaba foi muito importante para mim. É a base, foi quando descobri e aprendi a amar a ginástica. Os ensinamentos das professoras foram fundamentais, elas transmitiram o que é a ginástica rítmica. Aprendi e novas portas foram abertas", recordou Nicole. 

Os mentores que ajudaram a levar jovem, que hoje tem apenas 19 anos, aos estádios de Tóquio foram Helena Macchi e Mariana Winterstein. “Para chegar à seleção, precisei do aprendizado. Apoio muito os projetos de iniciação e incentivo as meninas a começarem a gostar de esporte, porque é educação e ensino para a vida", completou. Com todo o treinamento Nicole ajudou a seleção atingiu a 12ª posição em Tóquio. 

Quando perguntada sobre o futuro da carreira Nicole não hesita em traçar objetivos conquistar o Pan, chegar às finais do Campeonato Mundial e dos Jogos Olímpicos, e ajudar o país a subir no ranking mundial. Todo esse sucesso só aconteceu pela oportunidade que Nicole recebeu. "Ficamos muito honrados com a visita da Nicole e de seus pais. Ela nos contou um pouco da história dela e percebemos o quanto foi significativa a oportunidade oferecida. Assim como a Nicole, muitas outras potenciais praticantes existem, mas precisam desse acesso. Nosso intento, à frente da condução de política pública, é esse: oferecer uma oportunidade", falou o secretário Hermes Balbino, medalha de prata nos Jogos de Atlanta de 1996, quando foi preparador físico da seleção brasileira de basquete.
 
MicrosoftTeams-image (2).png (175 KB)

A atleta foi a primeira representante local na história da seleção adulta da modalidade e competiu ao lado de Beatriz Linhares, Deborah Medrado, Geovanna Santos e Maria Eduarda Arakaki. Competir nas Olimpíadas foi a realização de um sonho para a jovem. "Olho para trás e penso: 'não acredito'. É muito difícil cair a ficha, para mim foi uma grande realização, mas que não é apenas minha. É um sonho da minha família também, pois a minha avó já tinha esse objetivo de triunfar no esporte e não teve essa oportunidade. É uma conquista que carrego no meu coração, me sinto muito abençoada por Deus pela chance que tive e quero buscar mais".
 

Comentários(0)

Log in to comment